Sou intolerante a lactose e agora?

23 de maio de 2018

Laticínios têm um papel na dieta de várias pessoas. Vários produtos alimentícios são feitos com leite de vaca, ovelha e cabra, incluindo queijo, iogurte, leite, manteiga e sorvete. Mas, se você não quer ou não pode consumir laticínios, você pode encontrar alternativas em outros alimentos. Entre as razões para procurar os substitutos de laticínios estão a alergia ao leite, intolerância à lactose, dieta vegana ou ovo-vegetariana e potenciais contaminantes. Alternativas baseadas em vegetais podem ser feitas com legumes (soja), cereais (arroz e aveia), castanhas (amêndoa), fruta (coco), sementes (linhaça e cânhamo) e outros grãos (quinoa).

Alguns produtos são fortificados com cálcio e vitamina D para torná-los similares aos laticínios, enquanto outros não são. Certas alternativas ao leite podem também ser fortificadas com vitamina b12. Muitas dos leites não laticínios podem ter também açucares adicionados para melhorar o sabor, apesar de muitas marcas oferecerem a opção com adoçantes. Alguns leites não laticínios são vendidos na área refrigerada e outros na prateleira. Iogurtes não laticínios podem ser feitos adicionando bactérias vivas nos leites vegetais. Eles variam no teor de proteína, gordura e carboidratos.

Queijos vegetais são normalmente altamente processados e oferecem menos proteína do que os queijos laticínios. No entanto, você podem fazer substituições caseiras com alimentos como tofu, castanhas e levedura nutricional. Existem várias alternativas vegetais de manteiga e calorias e gordura tendem a serem similares a manteiga tradicional. O leite de coco e creme são substitutos versáteis para cremes a base de laticínios. Existem também substitutos baseados na soja, castanhas e vegetais, mas cuidado com ingredientes indesejáveis como óleos hidrogenados. Existem substitutos para o sorvete, incluindo cremes feitos de leites não laticínios e sorbets baseados em frutas.

Comer menos carboidratos ajuda a emagrecer?

23 de maio de 2018

Os carboidratos são fontes naturais de energias.
Tais substâncias podem ser guardadas para posterior utilização dentro do organismo; quando em uma atividade física, por exemplo, o corpo recorre à energia presente nos carboidratos. Exceto em atividades físicas prolongadas, logo, é preciso repor os carboidratos no organismo.

A falta de carboidratos provoca maior queima de gordura e músculos no organismo. É errado crer que comer carboidratos engorda. Na verdade, saber se alimentar com os tipos certos de gordura ajuda no emagrecimento. Fonte: Melhor com saúde

Você está consumindo vegetais o suficiente?

5 de março de 2018

Vitaminas, minerais e fibras e outros compostos são encontrados em frutas e vegetais que podem ajudar a combater doença cardíaca, diabetes tipo 2 e alguns cânceres e obesidade. Mas, infelizmente somente 1 em cada 10 adultos americanos consomem o recomendado desses alimentos. Homens são menos propensos a comer esses alimentos do que as mulheres. E adultos jovens entre 18-30 anos são menos inclinados ao seu consumo.

Continue lendo

Exercício aeróbio na manutenção cerebral

2 de março de 2018

Um novo estudo mostrou que o exercício aeróbio retarda o encolhimento do tamanho cerebral na idade avançada, ajudando a manter a função cognitiva. O exercício aeróbio é um tipo de treino que aumenta a freqüência cardíaca e estimula o coração a bombear mais oxigênio pelo corpo. Entre os vários benefícios para a saúde do exercício aeróbio estão a perda de peso, melhora da saúde cardiovascular, redução da ansiedade e regulação do humor. Naturalmente, o tamanho cerebral diminui em 5% a cada 10 anos após os 40 anos. Esse efeito no envelhecimento cerebral também está associado com o declínio cognitivo.

Continue lendo

Manter-se ativo pode diminuir o risco de glaucoma

28 de fevereiro de 2018

Pesquisadores analisaram dados em longo prazo de adultos americanos e mostraram que aqueles mais fisicamente ativos foram 73% menos propensos a desenvolver glaucoma do que os menos ativos. Para cada 10 minutos de aumento de atividade física moderada a vigorosa por semana o risco de glaucoma caiu em 25%. O glaucoma é uma das principais causas de cegueira. Ele é mais comum em pessoas acima dos 40 anos.

Continue lendo

Benefícios do treinamento de equilíbrio

26 de fevereiro de 2018

Treinamento de equilíbrio envolve fazer exercícios que fortaleçam os músculos que ajudam a se manter de pé, incluindo pernas e core. Esses tipos de exercícios podem melhorar a estabilidade e ajudar a prevenir quedas. Realizar exercícios de equilíbrio pode ser intenso, como algumas posturas desafiadoras de yoga. Outros simples como apenas ficar em um pé só por alguns segundos. Ou você pode usar equipamento que força o corpo a se estabilizar, como um bosu ou uma prancha de equilíbrio junto com um videogame.

Continue lendo